O melhor comentário a esta obra será citar as palavras do próprio autor, que nos explica o que significou para ele escrevê-la. A vida envolve-nos »com sombras eternamente móveis, soltas, fragmentos de uma luz que chega despedaçada até nós, embora esteja inteira na origem«. Deus, Poesia, Natureza teve inicialmente o título de «Pensamentos à Solta» e, segundo o autor, estes devem ser entendidos como fragmentos dessa luz inteira que chega despedaçada até nós… Neste livro, esqueci nacionalidades, nomes de países, de culturas, de religiões especificas, de mitos nacionais, para que mais ficasse realçada a ideia de que todos nós homens somos irmãos, para além de todos os tempos e de todos os espaços.

Além Mar – 03/2004
cookie

Usamos cookies para proporcionar-lhe uma experiência melhor e mais personalizada.